Sete dicas para afastar o mau humor no ambiente de trabalho

Essas características, em função do contexto fantasioso da história, tornaram o personagem muito gracioso. Mas sua presença mal humorada rompeu as fronteiras das páginas dos livros infantis e hoje pode ser vista também nos ambientes de trabalho.

Para a especialista em carreira, Eni Santos, o Zangado corporativo é um profissional nocivo às empresas, aos colegas de trabalho e a si próprio. “Ele negativa o ambiente e fragiliza a efetividade da equipe com falas como: ‘isso não vai dar certo’, ‘essa meta é absurda’ e ‘aqui só têm incompetentes’. Se o ranzinza estiver posicionado em um cargo de comando ou no atendimento ao cliente, os prejuízos ganham proporções exponenciais”, ressalta a consultora.

Eni observa que os danos ao “resmungão” vão desde ser preterido a cargos de maior responsabilidade e complexidade e ter a carreira estagnada até a dificuldade de ser recolocado no mercado de trabalho e implicações na saúde. Mas como afastar o mau humor no ambiente de trabalho e comprometer-se mais com a trajetória profissional? A consultora aponta sete dicas importantes para o sucesso nessa tarefa:

  1. Faça uma autoavaliação e fique atento ao seu comportamento.
    Todos nós, eventualmente, podemos estar sujeitos ao mau humor. Entretanto, merece atenção se ele for algo frequente em seu cotidiano. 

  2. Busque o autoconhecimento.
    Detecte os gatilhos do mau humor, avalie-os e aja sobre eles, afastando-os.

  3. Pratique a gratidão.
    As pessoas que a exercitam têm maior habilidade para enxergar uma mesma situação por outra perspectiva.

  4. Examine seu dia a dia profissional.
    No seu trabalho, a quantidade de atividades que você gosta de fazer deve ser maior do que aquelas que você julga menos prazerosas. Isso tem acontecido?

  5. Exercite o domínio próprio.
    Acredite, você pode escolher suas reações diante de adversidades e valorizar ou não situações ruins!

  6. Desenvolva a resiliência.
    Não se deixe perturbar e nem se atenha mais do que o tempo suficiente a circunstâncias desgastantes.

  7. Administre sua vida.
    Seja organizado e possua planos “B”.

A consultora lembra que no mundo corporativo todo profissional possui uma marca pessoal que é traduzida pelo desempenho, resultados e atitudes. “Portanto, é melhor deixar que o Zangado seja apenas uma lembrança de infância, um gracioso personagem de uma história infantil e dizer adeus à cara feia”, finaliza Eni.

SOBRE ENI SANTOS

Com 20 anos de experiência, Eni Santos é mestre em engenharia de produção, pós-graduada em marketing, administradora e coach credenciada pela Integrated Coaching Institute. Atua como consultora em empresas de vários portes e segmentos, com trabalho direcionado a gestão de clientes, desenvolvimento de liderança, relações humanas no âmbito de trabalho, educação corporativa e desenvolvimento profissional. Também leciona em cursos de graduação e pós-graduação de universidades do interior de São Paulo. Entre seus clientes estão Caterpillar do Brasil, Case IH, Indústrias Romi, 3M do Brasil, Jeanseria Jeans, Coplacana.

Mais em www.enisantos.com.br.

Atendimento à imprensa:

Últimos Artigos

Avenida Brasil, 1500
Ed. Torre New York, sala 201
Americana/SP | 13465-770
19 99781-7984 | 19 3461-0143


eni@enisantos.com.br

©
Warning: date() expects at least 1 parameter, 0 given in /home/enisantos/www/templates/neticombrasil/index.php on line 236
- Eni Santos
Desenvolvido por Neticom Brasil - Agência Web